Programa Curricular TeamLab

Por APDZ 23 de julho de 2019

Imagine um ambiente que permita a criança e ao adolescente, explorar, que aguce a criatividade, que os faça transformadores, curiosos, autores, apaixonados por aprender e Makers.

Agora imagine que, simultaneamente a tudo isso, outras línguas possam ser aprendidas, como inglês e espanhol. Além de despertar todo esse interesse pela aprendizagem, as crianças aprenderão na prática a utilizarem e desenvolverem diversas tecnologias. Os jovens e adolescentes conhecerão a Indústria 4.0, internet das coisas entre outros assuntos mundiais. Tudo isso com uma abordagem STEAM baseada em uma metodologia Maker desenvolvida pela Agency by Design, um dos departamentos de uma das maiores universidades do mundo, Harvard.

Parece até noticia sobre a educação de países como Noruega e Finlândia, mas e se esse tipo de educação tecnológica não estiver tão longe de nossa realidade?

Tendo como meta educação enquanto excelência, pensamos em um programa educacional elaborado com base na BNCC, Cultura Maker e a abordagem STEAM, uma tríade vista nos principais perfis curriculares no mundo, esse é o TeamLab.

Desenvolvido pela APDZ Educação e Tecnologia o programa curricular TeamLab busca trazer o que há de mais inovador em tecnologia educacional. Os estudantes da Educação Infantil até o Ensino Médio são estimulados a usarem e ampliarem o pensamento lógico matemático.

O foco do programa não é apenas ensinar os educandos a construir e utilizar ferramentas tecnológicas, todo o processo cognitivo de estruturação do pensamento é trabalhado nas aulas.

A APDZ pensa também nos profissionais das instituições, oferecendo a capacitação do profissional que irá ministrar o projeto e o acompanhamento ao longo do ano.

O TeamLab é oferecido em todo Brasil e outros países da América Latina, em inglês, português e espanhol. O material didático é organizado por segmentos e o programa pode ser ministrado pelo professor em sala de aula. Nosso conteúdo curricular é todo baseado nas competências da BNCC, o uso da cultura Maker, atrelado a abordagem STEAM, permite a criação de atividades e faz com que o ensino tecnológico esteja atrelado à realidade escolar e as vivências do aluno. 

Os estudos de português, matemática, história, geografia, física e das outras áreas do conhecimento não precisam ficar fora das aulas de educação tecnológica. Por que não utilizar o ensino tecnológico para que os estudantes aprendam na prática as teorias ensinadas em sala? Essa é a proposta TeamLab, trazer uma experiência de aprendizagem que seja mais significativa para toda comunidade escolar.

Texto: Mariana Lima

Distribuição Exclusiva no Brasil

Distribuidor Brasil

Distribuidor Brasil