Meu filho quer ser youtuber! E agora?

Por APDZ 19 de fevereiro de 2020

Há 10 anos, ao perguntar a uma criança de 6 ou 7 anos o que ela queria ser quando crescer, provavelmente teríamos alguns astronautas, bailarinas, médicos.

Hoje, ao fazer a mesma pergunta a crianças dessa faixa etária, 7 em 10 irão responder Youtuber.

Mas afinal, o que é ser Youtuber?

Vivemos na era das mídias digitais. Essas mudanças no cenário digital fizeram com que surgisse uma nova profissão, o influenciador digital.

Pessoas que ganham dinheiro trabalhando com sua imagem, e há uns 3 anos vem surgindo uma nova leva de influenciadores digitais, as crianças.

Os youtubers mirins acumulam milhões de seguidores. Seja com seus vídeos de jogos ou apenas abrindo brinquedos em frente a câmera. Pode parecer uma coisa simples, mas essa é uma indústria que movimenta milhões.

Segundo uma matéria da revista Epóca Negócios, as irmãs Maya e Mary de Los Angeles tem uma estimativa de ganhos anuais de US$ 409.400 a US$ 6,5 milhões.

Se pensarmos na situação dos youtubers mirins brasileiros esse valor aumenta, já que a plataforma americana paga em dólar. Devido a isso, tem crianças que com 7 anos de idade já tem dinheiro para viver uma boa vida adulta.

Mas para ser um youtuber é preciso tomar alguns cuidados!

Se seu filho não para de falar nisso, aqui vão algumas dicas:

É preciso ter uma boa qualidade na edição e filmagem dos vídeos.

Não é necessária uma câmera de 10 mil reais, mas hoje existem câmeras baratas que filmam com qualidade. Programas de edição dão um visual profissional, use e abuse dos efeitos de som e imagem, nos vídeos infantis eles fazem sucesso!

Preste atenção nos direitos autorais.

O Youtube fornece em sua biblioteca de músicas alguns sons e efeitos sonoros livres de direitos autorais. Ao usar um som ou imagem pertencente a terceiros o canal corre risco de ser banido do Youtube, ou do vídeo ser desmonetizado não podendo ganhar dinheiro com anúncios.

Cuide da imagem do seu filho!

O Youtube é uma plataforma que pessoas do mundo todo tem acesso. E existem muitas pessoas com intenções não tão boas assim. Por isso, ao gravar um vídeo com uma criança é preciso ter cuidados para que sua integridade física não seja comprometida.

Fique atento com a frequência das postagens.

Um canal com vídeos novos e atualizados semanalmente chama mais atenção das pessoas e mantém um público cativo no canal.

 65% das crianças que entram hoje no primário terão empregos que ainda não existem. É por isso que precisamos de uma educação capaz de acompanhar essa revolução digital.

A APDZ, com seu material tecnológico e didático, prepara desde a educação infantil até o ensino médio as crianças e os jovens a compreenderem as novas tecnologias que surgem no mundo. O nosso projeto pedagógico tem como objetivo preparar pessoas capazes de pensar logicamente, resolver problemas e encarar novos desafios.

Assim, quando se deparar com as novas profissões, o jovem estará preparado e poderá se reinventar.

 

Texto: Mariana Lima