Mercado de trabalho no mundo digital

Por APDZ 30 de janeiro de 2020

A cada dia vemos mais profissões, que antes existiam só em nossa imaginação, tomarem conta do mercado. São diversas áreas que surgem e possibilidades que tornam difícil acompanhar tantas atualizações.

Mas existe um ponto que interliga esse conjunto de possibilidades no mercado, o avanço tecnológico e o mundo digital.

Imagine ao menos 2 ou 3 exemplos de profissões que eram impensáveis 5 ou 10 anos atrás, imaginou? Hoje, provavelmente, elas são comuns em nossos dias, e não podemos negar o impacto delas na sociedade, sejam vloggers (produtores de conteúdo digital), atletas de e-sport, ou operadores de drones.

Essas profissões existem devido ao avanço da tecnologia, sobretudo a digital, e a adaptação da geração da década de 1990, que não nasceu nesse mundo já “conectado”, mas aprendeu a viver nele.

Tal cenário está sendo ainda mais explorado pela geração dos anos 2000, jovens que acabaram de completar 18 anos e estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho. Com suas habilidades nativas da “era digital”, mostrando proximidade e naturalidade com uma área, que assim como eles, cresceu e amadureceu nos últimos 20 anos.

Afinal quem consegue se imaginar em um mundo sem conexões?

Voltando o pensamento para o mercado, profissões que antes eram largamente empregadas, hoje perdem cada vez mais espaço para assistentes digitais e softwares especializados, vemos isso nos atendimentos de diversas empresas (SAC), e mesmo nos famosos “call centers”, por exemplo.

Fora que podemos perceber profissões já corriqueiras e que ainda dependem de pessoas migrando para o mundo digital ou se especializando nessa área.

Além da tecnologia, e da interação com o mundo digital o que podemos notar de comum no mercado de trabalho hoje? O que um profissional necessita para conseguir se colocar bem em um mercado cada vez mais exigente e competitivo?

O mercado de trabalho exige a cada dia um profissional que consiga solucionar problemas e se adaptar a demandas mais emergenciais. Não apenas através da alta capacitação e especialização, mas também por sua adaptação para trabalhar com os mais diversos cenários, a expertise de solucionar os problemas que se apresentam com as ferramentas disponíveis e com a criatividade necessária.

 Ao trabalhar a educação através de situações problemas, com a interação de diversas áreas da ciência, sempre com a tecnologia disponível como ferramenta comum, auxiliamos na construção de uma sociedade mais preparada e zelamos por futuros profissionais que não terão dificuldades com o cenário que já desenha atualmente.

Hoje, instituições de ensino que prezam esse tipo de método em seus currículos, estão preparando essa nova geração de crianças e adolescentes para o mercado de trabalho, mesmo que elas ainda não pensem nisto.

A APDZ abraça o futuro e as mudanças que ele proporciona, buscando compreendê-las e criar ferramentas para uma educação que prepare nossas crianças para situações reais, onde elas possam desenvolver habilidades técnicas e cognitivas que serão aproveitadas em toda sua trajetória.

 

Texto: João Diniz