O que é Cultura Maker?

Por APDZ 31 de julho de 2019

 O que você faz quando precisa trocar uma lâmpada em casa? 

Talvez pegue uma cadeira, um banco ou até mesmo suba no sofá.  Se sua resposta foi qualquer coisa menos usar uma escada, parabéns você foi Maker!   

Dar um novo sentido ao que já existe, ser inventor e criador de novas ferramentas, resolver situações problemas, esses entre outros temas fazem parte do universo Maker. 

 O movimento Maker nasceu da necessidade das pessoas se tornarem construtoras ou ressignificadoras de algo partindo de suas próprias necessidades, esse movimento teve início logo após a segunda guerra mundial, pois devido à falta de dinheiro e recursos a população precisou criar muito mais. 

E por qual motivo a cultura Maker está sendo tão utilizada nas escolas?

Em escala global a cultura Maker já vem sendo trabalhada em escolas há alguns anos, porém no Brasil, com a Base Nacional Comum Curricular as instituições de ensino passaram a buscar a inserção do Maker em seus currículos, através das aulas de educação tecnológica. 

Mas o que a BNCC trouxe de novo para que as escolas buscassem o Maker? 

Na Base Nacional o estudante passa a ser o protagonista do seu processo de construção do conhecimento e é exatamente isso que o Maker proporciona e amplifica. 

Pôr a “mão na massa” para criar ou ressignificar possibilita ao educando que ele seja o agente principal desse processo de construção e que os esquemas elaborados em sua mente sejam assimilados e acomodados causando o que Piaget vai chamar de aprendizagem. 

Texto: Mariana Lima

Distribuição Exclusiva no Brasil

Distribuidor Brasil

Distribuidor Brasil